9 de janeiro de 2012

 
Algum tempo atrás
Eu jurei não mais amar
Não me entregar a mais ninguém
Não me dar como eu me dei
Mas o destino sempre tem
Mil surpresas pra quem não vê
Que uma simples desilusão
Não fecha as portas do coração
Sorrir, sentir o verdadeiro amor em mim