12 de julho de 2012



"Não esqueço de quem me estende a mão. Minha memória não é curta. 

Apesar de eu esquecer nomes, jamais deixo passar batido o que fazem por 

mim. Porque aprendi que ajudar o outro é bonito. Mas ser grato é mais bonito 

ainda."

Clarissa Corrêa